ELIMINAR O SOFRIMENTO DESNECESSÁRIO

ELIMINAR O SOFRIMENTO DESNECESSÁRIO


Estava pensando sobre que atividades uma escola de desenvolvimento humano como a Escola Brasileira de Etiqueta realiza. 

Trazendo a reflexão para algo menos óbvio do que melhorar a qualidade de vida, penso que uma escola de desenvolvimento humano existe para trazer uma nova perspectiva do cuidado humano.

Para quem ainda não viu, recomendo assistir o TED talk do Médico BJ Miller. O mesmo pode ser assistido no link a seguir:

https://www.ted.com/talks/bj_miller_what_really_matters_at_the_end_of_life#t-1121730

No ted talk BJ Miller dá três dicas de melhoria do sistema de cuidado como um todo: 

  1. Reduzir o sofrimento desnecessário, 
  2. Melhorar o sentido estético do paciente 
  3. Elevar nossas aspirações para o bem-estar.

Quanto ao primeiro ponto de melhoria, BJ Miller descreve que para ele existem 2 tipos de sofrimento

Um inerente à vida, que vem junto com ela e faz parte de estar vivo, como por exemplo quando nos machucamos e precisamos lidar com a dor disso até a cura, ou quando nos percebemos fisicamente incapazes de fazer algo e precisamos lidar com este fato.

 O outro tipo de sofrimento que vem de uma noção de como encaramos a nossa situação de doença ou saúde. Esse segundo tipo é inventado por nossas mentes, logo pode ser mudado. 

Por vezes, a partir de nossas crenças e paradigmas sobre a vida, sofremos mais do que poderíamos e existem técnicas que podem ser utilizadas para auxiliar nesse processo de visão da realidade.

Para o segundo ponto de melhoria, Miller diz que, em geral, no cuidado humano, buscamos um efeito anestésico ao invés de efeito estético. 

Em inglês essa analogia se torna melhor uma vez que a palavra para anestésico (anesthetic) e a palavra estético (aesthetic) possuem o mesmo sufixo apenas diferindo à partir de um prefixo de negação, ou seja estético é o oposto de anestésico. 

Anestésico se refere à negação dos sentidos e a estética se traduz por elevar a experiência sensorial.

Ele argumenta que não existe momento mais precioso para pessoas em sofrimento por motivos de doença, do que amplificar a experiência sensorial para os sentidos não afetados por suas condições. 

Ele inclusive cita a experiência incrível de receber da enfermeira uma bola de neve em mãos em um momento que experimentava queimaduras de pele. Esse ato embora não tenha embasamento algum na cura funcional da doença tornou sua experiência no hospital muito mais valiosa. 

Ainda segundo ele, enquanto as pessoas tiverem sentidos sua noção sensorial pode ser elevada e melhorar a sua qualidade de vida.

Com relação à terceira dica de melhoria Miller diz que, muitas vezes as técnicas de cuidado com a saúde possuem o foco em como ter um momento de doença menos horrível, com foco no funcionalismo da vida, ou seja para continuarmos funcionando. 

Mas que o foco poderia ser alterado para ter momentos incríveis (dentro do possível) em todos os estados de doenças, ou até na saúde, mudando a nossa perspectiva da dor para pequenos momentos de alegria de estarmos vivos e presentes no corpo. 

Isso ele chama de elevar as aspirações ao bem-estar. Ao colocarmos o bem-estar em foco mudamos todo o paradigma do tratamento e do cuidado com a saúde em não só focar na remoção da causa da doença, mas em viver bem independentemente de haver uma cura ou não.

Se conseguirmos então auxiliar os sistemas de cuidado com eliminação de sofrimento desnecessário (crenças e paradigmas), buscar um efeito de maximização sensorial e focar no conforto e bem estar sempre, melhoramos significativamente a qualidade de vida e a melhora na saúde de todos. 

É isso que buscamos aqui na Escola Brasileira de Etiqueta. A etiqueta é justamente aumentar o bem-estar através da ampliação estética ou maximização sensorial nas relações.

Em todos os nossos cursos, desde Etiqueta e Imagem Feminina até Etiqueta Corporativa, buscamos aumentar a noção estética da postura, movimento e relacionamento e assim potencializar a felicidade e o bem estar assim como o resultado de todo e qualquer engajamento de nossos alunos.

Essa é a nova Etiqueta que inclui e melhora o ser humano sem segregar.

 

Excelente semana a todos,

COMO AUMENTAR A FELICIDADE? 2

Leonardo Bianco Prevot
Sócio Escola Brasileira de Etiqueta